Buscas recentes
Limpar

Saiba mais sobre a nossa resposta ao Covid-19.

Leia mais

Malta Atrações

Categoria

St. John's Co-Cathedral (Kon-Katidral ta' San Gwann)
star-5
5
27 excursões e atividades
Por trás da fachada barroca aparentemente simples da Co-Catedral de São João, esconde-se uma das igrejas mais espetaculares da Europa, construída em agradecimento aos Cavaleiros de São João após o bem sucedido encaminhamento dos turcos otomanos em 1565, no Grande Cerco de Malta. Concluída em 1577, a maior parte do projeto é de Gerolamo Cassar, o arquiteto maltês que também construiu o Palácio do Grão-Mestre. O andar inteiro da nave da catedral de Valeta é composto por cerca de 400 lápides de mármore dedicadas aos proeminentes Cavaleiros de São João. Esses memoriais multicoloridos e altamente decorativos prestam uma homenagem à bravura da ordem, com brasões de armas, anjos e crânios.

A cobertura ornamental da catedral é cheia de cenas da vida de João Batista, padroeiro dos cavaleiros, bem como de outras cenas bíblicas feitas principalmente pelo artista Mattia Preti, da Calábria, sob o comando de um anitgo grão-mestre do fim do século 17, Raphael Cotoner.

Leia mais
Upper Barrakka Gardens
34 excursões e atividades
Estes jardins paisagísticos completos com exageros, uma estátua de Sir Winston Churchill, um café e bancos sob árvores frondosas, foram criados em 1775 em um bastião, no ponto mais alto das fortificações de Valeta. Originalmente uma propriedade privada dos membros italianos dos Cavaleiros de São João, eles estão geminados com os Jardins Inferiores de Barrakka (atualmente em reforma, mas com vista para o Memorial do Cerco) no cais de Barriera.

Da sua posição no lado sul das muralhas da cidade, os jardins oferecem o ponto de vista perfeito para as três cidades de Vittoriosa, Senglea e Cospicua, incluindo panoramas do Grand Harbour.

Faça um passeio à tarde ao redor das muralhas de Valeta antes de pegar o novo elevador, que sobe em segundos para os jardins, e assistir o pôr do sol. Depois, volte e escolha entre as excelentes opções de bares e restaurantes.

Leia mais
Grandmaster's Palace
13 excursões e atividades
Após o seu eventual triunfo no Grande Cerco de Malta em 1565, os Cavaleiros de São João, a força semi-militar que repeliu os invasores turcos, tornou-se o ícone de uma satisfeita Europa. A fortaleza do magnífico Palácio do Grão-Mestre em Valeta reflete sua posição heroica e celebra a sua própria riqueza. Ele era para se tornar a casa do chefe supremo dos Cavaleiros de São João e foi construído por Gerolamo Cassar, o arquiteto maltês que trabalhou na construção da cidade de Valeta (assim chamada em honra ao Grão-Mestre Jean Parisot de La Vallette) em 1571-1575, bem como dos tetos ornamentados da Co-Catedral de São João.

Hoje em dia, o palácio divide espaço com o Palácio do Presidente e gabinetes parlamentares, assim como com o salão de armaduras nos pisos inferiores do prédio. Ele abriga uma das melhores coleções do mundo de armaduras do séculos 16 e 17, feitas para Cavaleiros de São João.

Leia mais
Auberge de Castille
star-5
13
8 excursões e atividades
Projetado pelo arquiteto maltês Girolamo Cassar em meados do século 16, e mais tarde remodelado pelo Grão-Mestre Manuel Pinto da Fonseca - que também encomendou os armazéns originais que agora formam a orla de Valeta - o Auberge de Castille se orgulha da sua posição no ponto mais alto de Valeta, e possui uma das fachadas ornamentadas no estilo barroco mais impressionantes da cidade.

Ele foi construído para os poderosos membros espanhóis e portugueses dos Cavaleiros de São João, quando eles estavam construindo a cidade fortificada de Valeta; era um costume da época ter alojamentos separados para cada nacionalidade dentro da ordem.

Leia mais
Great Siege of Malta & the Knights of St. John
star-4.5
2
Uma excursão ou atividade
Este espaço de exposições multimídia com muitos efeitos de som e luzes piscantes foca nos acontecimentos épicos do Grande Cerco de Malta de 1565, no qual os turcos foram derrotados pelos Cavaleiros de São João. Ele também relembra a história dos Cavaleiros, desde a sua formação no século 12 e seu papel original junto aos peregrinos a caminho da Terra Santa até a sua reinvenção como a força semi-militar que expulsou os invasores turcos. A história da grande vitória de Malta é contada em uma série de dioramas antigos através das palavras de Francesco Balbi, um poeta espanhol que foi testemunha ocular do episódio.

A exposição oferece uma ótima introdução aos acontecimentos que marcaram a tão tumultuada história de Malta, e há uma variedade de recriações de cenas de sangrentas batalhas do cerco de 1565, que as crianças normalmente adoram.

Leia mais
Valletta Waterfront (Pinto Wharf)
star-5
13
29 excursões e atividades
A orla cuidadosamente restaurada de Valeta fica no Grand Harbour, abaixo da cidade fortificada e em frente às Três Cidades de Vittorioso, Senglea e Cospicua. O que uma vez foi uma série de 19 armazéns barrocos conectados, agora é um complexo de lazer para moradores, turistas e atrai, anualmente, meio milhão de passageiros de cruzeiros. Os prédios originais foram encomendados por Manuel Pinto da Fonseca, o português Grão-Mestre dos Cavaleiros de São João entre 1741-1773, que também foi responsável pela Auberge de Castille, um dos prédios mais impressionantes de Valeta e atual escritório do Primeiro Ministro.

Se você está à procura de restaurantes gourmets, lojas sofisticadas, eventos locais, ou simplesmente um passeio ao longo do calçadão, a orla de Valeta tem tudo isso. As compras no Forni Shopping Complex são livre de impostos nas lojas que vendem vidro maltês e joias locais, e com 12 opções de restaurantes, além de bares e clubes, o local está sempre animado.

Leia mais
Fort St. Elmo & the National War Museum
star-5
18
5 excursões e atividades
Por volta da metado do século XVI, Malta era a sede dos Cavaleiros de São João, uma ordem quase militar que se tornou o flagelo do Império Turco Otomano como excelentes marinheiros. O Forte de Santo Elmo, com uma forma de estrela nada excepcional, na extremidade da cidade velha de Valeta, vigiando tanto Marsamxett quanto o Grand Harbour, reivindicou o seu lugar na história durante os 31 dias do Cerco de Malta, em 1565, quando testemunhou a morte de 1500 cavaleiros de São João nas mãos dos invasores turcos, com 8 mil guerreiros otomanos mortos no processo. Embora esta batalha estivesse perdida, a resistência heróica dos cavaleiros lhes permitiu ganhar no final.

Embora seja sempre possível caminhar em torno do exterior e admirar os resistentes baluartes e as muralhas defensivas, os tours guiados com foco em pontos-chave do cerco também estão disponíveis de vez em quando para quem quiser saber mais. O Forte de Santo Elmo abriga o Museu Nacional da Guerra de Valeta, onde os viajantes podem ver uma coleção especial de memorabilia das Guerras Mundiais do século XX.

Leia mais
Three Cities
4 excursões e atividades
De frente para Valeta, no lado sudeste do Grand Harbour, ficam três áreas históricas, Vittoriosa, Senglea e Cospicua, que eram originalmente delimitadas por uma gigante linha da fortificação construída pelos Cavaleiros de São João, no século 16.

Estes bairros são onde os cavaleiros ficaram baseados de 1530 até 1570. Eles serviram de hospedagens para os cavaleiros, organizados por nacionalidade, cada uma com acomodação, capelas e salas de jantar em torno de um pátio. Em 1570, os cavaleiros atravessaram o Grand Harbour para a cidade recém-construída de Valeta. Embora Senglea e Cospicua hoje tenham orlas fotogênicas para explorar, e uma marina cheia de iates acessível em Senglea, Vittoriosa é a obra-prima arquitetônica das três cidades.

Leia mais
Casa Rocca Piccola
star-4.5
2
3 excursões e atividades

Esta majestosa casa foi construída na década de 1680 por um Cavaleiro de São João e, posteriormente, ocupada por muitas famílias aristocratas de Malta. Hoje, está aberta diariamente para visitas guiadas que mostram tanto o desenvolvimento arquitetônico da mansão quanto documenta a riqueza acumulada pelo atual proprietário, o Marquês de Piro. Além da maravilhosa coleção de trajes do século 18 e 19, os 50 quartos do palácio (cerca de 12 estão abertos ao público) abrigam talheres de valor inestimável, grandes pinturas e mobiliário antigo, ao lado de fotos privadas e outros indícios de vida familiar.

O interior do palácio é surpreendentemente leve e arejado; um passeio inclui a capela da família Palladian, uma sala de jantar Art Nouveau com piso de mármore e preparada para um banquete, quartos com camas de dossel esculpidas e uma série de salas temáticas que exibem porcelana e grandes obras de arte.

Leia mais
Grand Harbour
star-5
13
3 excursões e atividades
Situada no meio do Mar Mediterrâneo, Malta sempre teve uma enorme importância comercial e política; um fato refletido na longa e tumultuada história da ilha. O Grand Harbour de Valeta também tem desempenhado um papel importante nessa história, como o maior e certamente o mais dramático porto natural do Mediterrâneo.

Em uso desde a época fenícia e fortificado desde os tempos medievais, é o lugar onde grande parte da tradição marítima de Malta e seus sucessos militares foram protragonizados ao longo dos séculos. Ambos o Grande Cerco de 1565 e o bombardeio implacável durante a Segunda Guerra Mundial ocorreram aqui; o primeiro pela ocupação dos Cavaleiros de São João e o último sobre as tropas aliadas e as pessoas de Valeta - toda a ilha foi condecorada com a Cruz de Jorge, em 1942, pelo seu valor em face do ataque nazista.

Leia mais

Malta: outras atrações

Mdina

Mdina

star-3.5
31
43 excursões e atividades

O pequeno e murado assentamento de Mdina traça a sua história de 4.000 anos e fica no morro na saída da cidade em que São Paulo se refugiou em uma caverna, quando ele naufragou em Malta em 60 AD. A cidade já foi a capital de Malta e é repleta de gloriosas mansões de pedra dourada construídas para a aristocracia nos séculos 15 e 16. A principal delas é o grande Palazzo Falson, com uma série de quartos elegantes, agrupados em torno de um pátio central em estilo espanhol típico medieval e um charmoso museu cheio de ítens excêntricos.

Entre seu emaranhado de ruas de paralelepípedos e esplêndida arquitetura medieval, o orgulho de Mdina é a Catedral de São Paulo, projetada pelo arquiteto maltês Lorenzo Gafa e concluída em 1702, em estilo barroco semelhante à Co-Catedral de São João de Valeta. O interior apresenta uma nave coberta com as pedras em mármore de túmulos de ricos e famosos e o teto abobadado é coberto com afrescos da vida de São Paulo.

Saiba mais
Popeye Village Malta (Sweethaven Village)

Popeye Village, Malta

24 excursões e atividades
Saiba mais
Mosta Dome

Mosta Dome

22 excursões e atividades
Malta é famosa pelas suas dezenas de igrejas maravilhosas (são 25 só em Valeta), mas a igreja paroquial neo-clássica de Mosta de Santa Maria ainda assim se destaca em meio a todas elas. Sua cúpula auto-sustentável de 37 metros de diâmetro e 67 metros de altura - maior do que a Catedral de São Paulo, em Londres - impressiona, e cada centímetro do seu interior é coberto de dourado, afrescos e mármore. A igreja foi projetada pelo arquiteto maltês Giorgio Grognet de Vassé no estilo do Panteão de Roma, mas construída unicamente por paroquianos locais e voluntários entre 1833 e 1860.

O seu interior guarda o maior e mais extravagante órgão de Malta, com 2 mil tubos, mas a igreja é mais conhecida pela congregação ter milagrosamente escapado durante a II Guerra Mundial. Em 09 de abril de 1942, a igreja estava lotada com 300 adoradores quando três bombas de Luftwaffe atingiram a cúpula, duas ricochetearam mas uma atravessou a nave, e surpreendentemente não explodiu, poupando muitas vidas.

Saiba mais
Blue Grotto

Gruta Azul

star-2.5
3
41 excursões e atividades

Em Malta, é praticamente obrigatório subir a bordo de um barco de turismo e explorar as cavernas do mar em Wied iz-Żurrieq, na costa sudoeste da ilha. De longe, o mais famoso dos complexos de cavernas da ilha é a Gruta Azul, uma série de nove cavernas cujas rochosas laterais brilham em verde, roxo e laranja, de acordo com o seu teor mineral. O mar em torno das cavernas é tão claro que o aparente azul-cobalto brilhante d'água é na verdade um reflexo do céu na areia branca no fundo do mar.

A partir da estrada próxima a Wied iz-Żurrieq existem pontos de vista panorâmica sobre as falésias para o Mar Mediterrânico e há uma abundância de bons restaurantes de peixe ao redor do porto, para desfrutar de almoço e dos pontos de vista da desabitada Filfla, logo na costa da Gruta Azul.

Saiba mais
Marsaxlokk

Marsaxlokk

star-3.5
73
17 excursões e atividades
A mais encantadora aldeia de pescadores de Malta fica em torno de uma baía na costa sul da ilha e ilustra milhares de cartões postais e aparece em vários filmes. As principais atrações de Marsaxlokk (pronuncia-se marsa-schlock) são duas: o movimentado mercado diário e os barcos de pesca. Este último compreende uma grande frota de luzzus (pronuncia-se 'lut-sues') balançando na baía. Estes tradicionais e alegremente pintados barcos de pesca de madeira exibem o estilo fenício e tornaram-se um símbolo da ilha - a maioria deles são vermelhos, amarelos e azuis-celestes, com olhos pintados em suas proas para afastar o mal.

Com a pesca sendo a principal fonte de renda desta pequena e fotogênica cidade, não é de se admirar que ela seja incrível - e mais barata do que em outros lugares em Malta para comer frutos do mar frescos. Escolha qualquer um dos restaurantes ao ar livre e prepare-se para um verdadeiro banquete.

Saiba mais
Ta’ Qali Crafts Village

Vilarejo de Artesanato Ta’Quali

24 excursões e atividades
Situado em um campo de aviação abandonado da II Guerra Mundial, Ta'Quali ocupa uma série de cabanas Nissan aparentemente em ruínas - e planos para melhorar a estrutura de Ta'Quali emergem de tempos em tempos, mas até agora nada foi feito neste sentido. Mas não se deixe levar pela aparência, as barracas escondem a melhor seleção de artesanato autêntico maltês encontrado na ilha.

Este é o lugar para encontrar delicados talheres, rendas artesanais, vidro soprado à mão, couro, linho e cerâmica pintada, todos criados por artesãos locais. Prepare-se para pagar um pouquinho a mais pelas suas compras, mas sair daqui com certeza de que você está comprando um autêntico tesouro maltês. Ainda que você não compre nada, terá a oportunidade de assistir os artesãos trabalhando em suas lojas.

Saiba mais
San Anton Gardens

Jardins de San Anton

9 excursões e atividades
Os Jardins de San Anton são os mais belos entre os poucos parques públicos de Malta. Eles cercam um ornamentado palácio construído pelo Grão-Mestre dos Cavaleiros de São João, Antoine de Paule, como sua residência de verão em 1636 - que serve agora de residência oficial do Presidente de Malta - e foram tornados públicos em 1882.

Um pomar cítrico com aroma doce fica no coração dos jardins murados, um oásis de tranquilidade em meio à movimentada Attard. Eles são paisagísticos de uma forma italiana formal, pontilhados com detalhes elaborados, esculturas e fontes, atravessados por calçadas pavimentadas que oferecem sombra no verão. Algumas das árvores aqui têm mais de 300 anos de idade e os troncos retorcidos de antigos jacarandás, ciprestes e pinheiros Norfolk alinham os caminhos, com altas palmeiras e canteiros coloridos durante todo o ano.

Saiba mais
Ghar Dalam Cave and Museum

Caverna e Museu Ghar Dalam

5 excursões e atividades
O mais antigo e menos conhecido sítio pré-histórico de Malta fica perto de Marsaxlokk, na costa sul. As escavações no enorme complexo de cavernas calcárias de Ghar Dalam levaram à descoberta de fósseis de mamíferos extintos e fornecem boas evidências de ocupação humana da ilha há 7400 anos atrás, nos tempos neolíticos.

Ossos e fósseis de animais extintos antes da Idade do Gelo, incluindo ratos gigantes, elefantes anões e hipopótamos, podem ser claramente vistos em uma camada de rocha com mais de 500 mil anos de idade. Acima deste alicerce, uma camada de pedra solta formada a meros 18 mil anos atrás continha restos de cervos e outros mamíferos, e é coberta por estratos rochosos evidenciando fragmentos de esqueletos humanos e de ferramentas e panelas. Acredita-se que os primeiros colonizadores humanos em Malta vieram através de uma ponte de terra do continente europeu e ficaram nestas cavernas - na verdade, ainda haviam pessoas vivendo aqui em 1911, quando as escavações começaram.

Saiba mais
Tarxien Temples (It-Tempji ta' Hal Tarxien)

Templos de Tarxien

star-3.5
64
4 excursões e atividades
Tarxien é o maior dos principais locais de templos megalíticos subterrâneos aberto aos visitantes de Malta, que combinados, formam o Patrimônio Mundial da UNESCO. Logo ao sul de Valeta, os quatro templos interconectados foram construídos entre 3600 a.C. e 2500 a.C., em homenagem a uma deusa-mãe da fertilidade. Hoje eles são rodeados por habitações modernas, mas permanecem em destaque graças às suas icônicas decorações em espiral e o templo central, que compreende seis absides.

Os templos antigos são cobertos com esculturas de animais domésticos, e provas de sacrifício de animais foram encontradas aqui, incluindo lâminas e ossos. Alguns dos altares ainda estão intactos, mas muitos dos artefatos remanescentes, tais como as taças de cerâmica e urnas, são réplicas, bem como a curiosa estátua 'Moça Gorda', parecendo consistir de uma saia e duas pernas rechonchudas. Os originais agora ficam abrigados no Museu Nacional de Arqueologia em Valetta para a preservação.

Saiba mais
Port of Valletta

Porto de Cruzeiros de Valeta

star-4
48
4 excursões e atividades
Existe uma razão para a beira-mar de Valeta ser um dos portos de cruzeiro mais visitados da Europa, e os turistas que chegam nesta cidade histórica na costa nordeste de Malta vão entendê-la imediatamente. Fortalezas antigas, prédios deslumbrantes e ruas sinuosas pontilham a encosta da cidade que já serviu como cenário para filmes como Troia e Gladiador. Aproximar-se das suas costas é como chegar em um outro mundo, onde as facilidades modernas parecem desaparecer e a influência da cultura grega, romana e árabe pode ser vista a cada esquina.

Os navios de cruzeiros atracam no cais Pinto, a cerca de 800 metros da principal zona comercial de Valeta. Os visitantes podem explorar a cidade a pé, em uma carruagem ou até contratar um táxi. Os ônibus podem levar os viajantes mais adiante na ilha, enquanto catamarãs locais conectam Malta às ilhas vizinhas, Gozo e Comino.

Saiba mais
Birgu (Vittoriosa)

Birgu (Vittoriosa)

10 excursões e atividades
Uma cidade interessante para se visitar em Malta é conhecida localmente como Birgu, e em italiano como Vittoriosa (assim batizada após o Cerco de Malta). Situada no Grand Harbor, ela tem uma longa história marítima e abriga o popular Museu Marítimo. Mas o Forte de Santo Angelo é a verdadeira atração daqui, uma fortaleza que não foi restaurada e é creditada por auxiliar na derrota dos invasores de Malta.

Outros destaques incluem o Museu da Igreja, que apresenta uma coleção de artefatos que oferece aos visitantes uma perspectiva sobre o passado de Birgu; a belíssima Igreja de São Lourenço, uma estrutura maravilhosa com obras de arte surpreendentes; e o portão principal e muralhas desta cidade anteriormente fortificada. E Villetta fica logo em frente ao porto!

Saiba mais
Palazzo Parisio

Palazzo Parisio e Jardins

3 excursões e atividades
Originalmente concebido em 1733 por António Manoel de Vilhena, um português Grão-Mestre dos Cavaleiros de São João, este palazzo encantador mudou de mãos no século 19 e teve a sua decoração restaurada pelos seus novos proprietários aristocráticos malteses - que ainda vivem lá até hoje. Atualmente, a propriedade fica aberta diariamente para visitas das imponentes salas públicas e dos gloriosos jardins paisagísticos formais em estilo italiano, completo com sebes e fontes. No verão, o Orangery é dominado por um aroma cítrico suave das laranjas e limões cultivados ali.

O interior do palácio é incrivelmente ornamentado com tetos dourados e paredes cobertas de pinturas, enormes lustres pendentes, mármore, trabalhos em estuque e elegante mobiliário de época. O passeio por ele inclui o imponente salão, a capela privada da família Scicluna, quartos com camas de dossel e o grande salão de banquetes.

Saiba mais
Cospicua (Bormla)

Cospicua

Uma excursão ou atividade
Cospicua, conhecida em maltês como Bormla, é uma das belas aldeias que compõem as três cidades (Cottonera). Com influências gregas, romanas e turcas, oferece uma perspectiva fascinante sobre como a história integrada do Mediterrâneo produziu uma cultura tão única.

Quando admirada do mar, como você deveria fazer pelo menos uma vez, o que se vê é um porto que remonta à época fenícia - embora não tenha sido declarada uma cidade de verdade até o início do século XVIII, quando os estaleiros foram construídos. Estes estaleiros ainda são uma parte vital do comércio (e de disputas políticas) até hoje. Os portões originais e fortificações da cidade são perfeitos para um passeio a pé por Cospicua para entender melhor a sua história. E como é a maior cidade de Cottonera, os visitantes frequentemente são surpreendidos por festivais e eventos que ocorrem o ano inteiro.

Saiba mais
Msida Marina

Marina de Msida

Msida era originalmente uma pequena aldeia de pescadores, mas agora prospera com Ta'xbiex, a região mais rica e lar da maioria dos diplomatas e embaixadas de Malta. As maiores reivindicações de Msida à fama são uma universidade de prestígio e a gigantesca marina de iates que se estende ao longo do lado norte do porto de Marsamxett até Msida Creek. Trata-se do maior e mais protegido porto de Malta e o lugar para visitar e ver os elegantes super-iates dos milionários europeus.

A marina pode acomodar 720 barcos e recebe navios de até 22 metros de comprimento ao longo do pontão. Uma variedade de restaurantes e lojas ocupam a área em torno da marina, que após um período de reformas está novamente aberta. Os tradicionais 'luzzus' de pesca colorem alegremente as linhas suaves e contemporâneas das embarcações à vela ancoradas na marina.

Saiba mais

icon_solid_phone
Reserve online ou por telefone
+55 (21) 3956-1660
+55 (21) 3956-1660