Buscas recentes
Limpar

Para limitar a propagação do coronavírus, as atrações podem estar total ou parcialmente fechadas. Antes de reservar, consulte as recomendações de viagens do governo local. A OMS está monitorando de perto a situação. Encontre mais informações aqui.

Toulouse Atrações

Categoria

Garonne River
star-4.5
13
2 excursões e atividades
O Rio Garona começa no vale de Aran, na Espanha, segue para os Pirineus e depois para o norte até se encontrar com o Atlântico, perto de Bordeaux. Embora isso signifique que o rio siga à direita logo acima de Toulouse para fazê-lo, é onde o rio se encontra com o sistema de canal sul no sentido sudeste que tornou o Garona tão importante. Isso porque essa conexão vai direto para o Mediterrâneo - em outras palavras, seria como o Canal do Panamá da Europa, levando mercadorias do Atlântico para o Mediterrâneo, sem ter que passar pelo estreito de Gibraltar.

Ambos Bordeaux e Toulouse ficam a beira do Garona, que desempenha um papel importante nessas duas cidades, sendo um local para eventos e lazer, bem como para tráfego de barcos. Em Toulouse, em particular, a beira do rio tem muitos espaços verdes públicos que tem de tudo, desde instalações de arte ao ar livre até um parque de skate.

Leia mais
Carcassonne Castle (Cité de Carcassonne)
9 excursões e atividades
Embora alguma forma de fortificação tenha ocupado este mesmo local desde a era romana, a cidade fortificada de Carcassonne como você vê hoje em dia foi construída ao longo do século XII. Ela continuou como uma fortaleza inexpugnável pelos próximos séculos até ser salva de virar ruínas em meados de 1800, através de um programa completo de restauração.

Nos séculos seguintes, a cidade cresceu além das suas muralhas, e os visitantes atualmente encontram uma área francesa totalmente modernizada que leva até os portões. Mas muito cuidado foi empregado neste Patrimônio Mundial pela UNESCO para manter o terreno que cerca a cidade fortificada como já foi no passado, o que permite uma vista espetacular de muitos mirantes. Na verdade, embora seja tentador se hospedar em um dos poucos hotéis no interior das muralhas, é recomendável ficar do lado de fora para apreciar a vista da cidade.

Leia mais
Albi Cathedral
5 excursões e atividades
A Basilique Cathédrale Sainte-Cécile d'Albi, comumente conhecida como a Catedral de Albi, parece um pouco diferente da maioria das igrejas da França. Em primeiro lugar, é feita a partir de tijolo de barro em vez de pedra, dando-lhe uma coloração rosada em vez de cinzenta. Segundo, e mais perceptível ainda, é a torre do sino, que mais parece uma fortaleza vigia do que os habituais pináculos esculpidos que os visitantes estão mais acostumados a ver.

Há uma razão para essa fortificação - ela foi construída depois que a Igreja havia vencido os cátaros, cujo desejo de criar uma nova igreja foi considerado uma heresia. Embora o lugar abrigasse outros locais religiosos (incluindo um que queimou no ano 666!), este é o que se manteve desde a sua construção no século XIII. Dividindo o mesmo terreno fica o Palácio Berbie, onde os bispos uma vez viveram e onde fica o Museu Toulouse-Latrec hoje em dia.

Leia mais
Albi
Uma excursão ou atividade
O município de tijolos vermelhos de Albi é sinônimo do famoso artista que nasceu aqui em 1864, Henri de Toulouse-Lautrec. Isso faz com que o Toulouse-Lautrec Museum da cidade pareça tão apropriado, já que possui mais trabalhos do impressionista do que qualquer outro lugar no planeta.

O pintor é mais conhecido por seus posters e trabalhos investigando a Paris demi-monde, e no museu você verá como Lautrec desenvolveu suas obras de arte, de esboços a lápis em pinturas completas. O museu fica localizado perto da casa onde Toulouse-Lautrec nasceu, e também possui obras de seus contemporâneos, como Degas, Matisse e Rodin. Enquanto estiver em Albi, não deixe de visitar a enorme catedral gótica, Ste Cecile, ao lado do museu, e fazer um passeio pelas estreitas ruas medievais da cidade.

Leia mais
Fronton Wine Region
Fronton não é simplesmente mais uma região vinícola francesa; longe de ser uma qualquer, ela é considerada uma das mais antigas produtoras de vinho do país, sendo iniciada durante o Império Romano. Atualmente, abrange mais de 20 municípios e 2060 hectares de solo seco e arenoso perfeitamente contrabalanceado pelo tempo ensolarado e pela elevada altitude. Localizada nos vales com vista para o rio Tarn ao norte de Toulouse, os vinhos de Fronton só ganharam reconhecimento internacional no século 18, quando os pesados impostos sobre os vinhos que passam por Bordeaux para serem exportados para mercados estrangeiros foram reduzidos.

Fronton é uma denominação (chamado de Côtes du Frontonnais até 2005) para os vinhos tintos e rosés feitos predominantemente (pelo menos 50%) de vinhas Negrette, uma variedade que é quase endêmica da área, tendo sido reforçada pela uva mavro trazida do Chipre, em 1300.

Leia mais
Cabardès Wine Region
Embora não seja o mais famoso, nem a denominação de vinhos mais popular no sul da França, Cabardès também não costuma ser negligenciada. Repousada nas colinas áridas que cercam a fortaleza medieval de Carcassonne, Cabardès tem uma surpreendentemente grande variedade de sabores, dependendo do clima, como a região de 550 hectares fica situada no limite entre as regiões Languedoc-Roussillon e Sud-Ouest. Essa duplicidade em sabores, aromas, climas e paisagens pode ser facilmente percebida nos vinhos Cabardès, perceptíveis notas Bordeaux, mas uma intesidade Languedoc.

A produção de vinho permaneceu relativamente local aqui até a conclusão do Canal du Midi, em 1681, que revolucionou completamente os métodos de vinificação da região, instantaneamente tornando a sua exportação uma parte importante do negócio. Mas, apesar das origens medievais de Cabardès, a denominação é uma das mais jovens da França, tendo apenas se tornado oficial 1999 - um recém-nascido para os padrões de enologia.

Leia mais

icon_solid_phone
Reserve online ou por telefone
+55 (21) 3956-1660
+55 (21) 3956-1660