Buscas recentes
Limpar

Para limitar a propagação do coronavírus, as atrações podem estar total ou parcialmente fechadas. Antes de reservar, consulte as recomendações de viagens do governo local. A OMS está monitorando de perto a situação. Encontre mais informações aqui.

Avinhão Atrações

Categoria

Palace of the Popes (Palais des Papes)
star-4.5
60
31 excursões e atividades
O Palais des Papes (Palácio dos Papas) é uma das maiores estruturas góticas em toda a Europa e foi classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1995. Avinhão se tornou a residência dos Papas em 1309, durante o período do Papado de Avinhão. Foi então expandido e cresceu para ocupar uma área de 11 mil m². O papado empregou uma grande quantidade de fundos durante a construção do prédio. Os seus interiores não são menos grandiosos do que os exteriores; os quartos foram luxuosamente decorados com afrescos caros, tapeçarias, pinturas, esculturas e tetos em madeira.

O Palais se deteriorou nos dois séculos seguintes apesar dos esforços de restauração, e depois foi saqueado durante o período revolucionário. Ele acabou sendo assumido pelo governo de Napoleão para uso militar, durante o qual se deteriorou ainda mais. O Palais finalmente se tornou um museu nacional em 1906, e a maior parte dele agora fica aberta ao público.

Leia mais
Avignon Cathedral (Cathedrale Notre-Dame des Doms)
3 excursões e atividades
Situada entre o magnífico Palais des Papes, classificado pela UNESCO, e o Rocher des Doms, no topo da colina, a Catedral de Avinhão (Cathédrale Notre-Dame des Doms) é um pouco ofuscada pelos seus vizinhos marcos turísticos. Enquanto a sua fachada modesta em comparação a do Palais não consegue arrancar os mesmos suspiros, sua icônica torre do sino, com uma estátua de ouro de 4,5 tonelada da Virgem Maria no topo, ainda atrai atenção das multidões que passam.

A catedral tem uma história que remonta ao século XII, mas a maioria da construção que você vê hoje em dia data dos séculos XV a XVII. O mais notável são os interiores em estilo românico ricamente decorados, onde destaques incluem um trono de mármore do século XII, um belo órgão dourado e uma capela dedicada a João XXII, abrigando uma variedade de artefatos e ícones religiosos.

Leia mais
Senanque Abbey (Abbaye Notre-Dame de Sénanque)
star-4
6
32 excursões e atividades

The 12th-century Sénanque Abbey, which to this day is the home and worshiping place of Cistercian monks, has no great history. There are no iconic frescoes or statues to see, and while pretty, it isn't especially notable architecturally. So why is it on every visitor's must-see list when visiting Provence?

One word: lavender. The monks here grow, harvest and process lavender from the surrounding fields, which means that come June visitors have a front-row seat to one of the most gorgeous photo ops of all time. Whether passing by in a car or stopping to smell the flowers, the Sénanque Abbey, near Gordes, is a summertime treat.

Leia mais
Gordes
star-4.5
49
12 excursões e atividades
Quando você está no precipício do perigosamente empoleirado Gordes, na Provença, e olha para o vale abaixo, você vê uma estrada que leva para Apt. Viu? Essa estrada tem milhares de anos de idade e foi construída pelos romanos. Portanto, caso a cidade em si não lhe impressione - e se isso não acontecer, pode ser que tenha alguma coisa errada com as suas expectativas -, a visão dessa estrada pode fazer com que você perceba quanta história há nesta área da França.

A história de Gordes não pára com os romanos; desde as fortificações contra os árabes no primeiro milênio, a Abadia de Sénanque, do século XII, cercada por lavanda, até a sua eventual adição como uma provença real francesa na Idade Média e um reduto de resistência durante a II Guerra Mundial, este não é apenas um daqueles típicos vilarejos encantadores.

Leia mais
Pont du Gard
star-4.5
428
41 excursões e atividades
O Pont du Gard é um aqueduto de 50 km que se estende entre Uzès e Nîmes. Ele fica na comuna de Vers-Pont-du-Gard, no sul da França, e a UNESCO o listou como Patrimônio da Humanidade em 1985.

O famoso aqueduto foi construído pelo Império Romano em meados do primeiro século, antes do início da era cristã. A ponte tem 50 metros de altura e 3 níveis, o mais longo com 275 metros. Seu primeiro nível abriga uma estrada, e o terceiro, um condutor d'água.

Hoje em dia, o Pont du Gard é uma das atrações mais visitadas em toda a França.

Leia mais
Camargue
star-4
4
16 excursões e atividades
Os visitantes da Provença, compreensivelmente, concentram-se mais em Avinhão, Arles e nas encantadoras cidades, aldeias e vinhas da região. E se você fizer o mesmo, também aproveitará muito. Mas apesar de serem de uma grande beleza, após algum tempo estas cidades podem parecer se misturarem um pouco. Então se você ficar entendiado, siga para Camargue.

Localizado no extremidade sudoeste de Provença, Camargue é uma extensão de zonas húmidas que também inclui campos de sal e arrozais, bem como vinhas. A principal cidade e ponto de partida para explorar Camargue é Aigues-Mortes, uma cidade medieval murada que é um ótimo local para um almoço - e você vai querer abastecer as energias, já que Camargue é praticamente intocada.

Embora seja uma terra protegida, os nativos empregam vários esforços para proteger suas características geográficas intocadas. Isso inclui os famosos cavalos selvagens da Camargue, os cavalos brancos que vagam livremente por aqui.

Leia mais
Les Baux-de-Provence
star-4.5
450
16 excursões e atividades
Les Baux-de-Provence é uma cidade encantadora na região de Provença, e seu nome se refere à sua localização: em Provença, um 'baou' é uma área rochosa. Baux-de-Provence tem uma localização fantástica em meio às montanhas Alpilles, e é considerada uma das mais belas aldeias da França.

A deslumbrante aldeia fica no topo de uma formação rochosa completa com uma grande fortaleza em ruínas. Baux-de-Provence tem uma história rica: na Idade Média, o Cardeal Richelieu ordenou a demolição do castelo porque a vila abrigava rebeldes protestantes. A aldeia é também o local onde o minério de alumínio bauxita foi descoberto pela primeira vez em 1821, pelo geólogo Pierre Berthier, e assim o minério foi nomeado em sua homenagem.

Leia mais
Church of St. Trophime (Eglise St-Trophime)
12 excursões e atividades
A Eglise St-Trophime é uma obra-prima da arquitetura românica do século XII na cidade provençal de Arles, e fica nas margens do rio Ródano e na entrada da pantanosa região da Camarga. Como muitas ruínas romanas da cidade, a igreja foi listada pela UNESCO como Patrimônio Mundial da Humanidade em 1981; ela foi construída a partir de pedra em tons claros nos séculos XI e XII e dedicada a Trophime, que foi um bispo de Arles e também seu padroeiro.

Seu magnífico portal românico em colunas foi restaurado no final do século XX; suas esculturas retratam o Juízo Final, com Cristo vendo pecadores angustiados sendo arrastados para o inferno e os justos, para o céu. Estátuas de leões, dos Apóstolos e outros santos vigiam a entrada da igreja, que é austera e simétrica no seu interior.

Leia mais
Nimes
star-4
14
11 excursões e atividades
Uma cidade que remonta aos tempos pré-romanos, com várias evidências de assentamentos da Idade do Bronze. Mas, com os romanos vieram uma colonização mais permanente; soldados foram agraciados com pedaços de terra na região como forma de pagamento por batalhas. Os portões romanos originais ainda estão lá, bem como a arena ao estido Coliseu. Antes de visitar, confira a programação da cidade, e assista um concerto - algo que você não pode fazer em Roma! Por toda a cidade várias ruínas foram preservadas da melhor forma possível, mas a jóia de Nimes é sem dúvida o templo Maison Carrée. Construído pouco antes da virada do milênio, a sua condição quase perfeita o torna um dos melhores exemplos da arquitetura romana encontrados em qualquer lugar do mundo. Thomas Jefferson ficou tão impressionado, que a Assembléia Legislativa em Virginia foi construída à sua semelhança! Hoje Nimes é uma cidade grande e movimentada, com ótimos restaurantes e lindos parques e espaços verdes públicos.
Leia mais
Châteauneuf-du-Pape
star-4.5
22
8 excursões e atividades
A menos de meia hora de Avignon, é uma parada popular em tours de degustação de vinhos da Provence, e com razão. Mas há muito mais nesta cidade que o (delicioso!) fruto de seus trabalhos.

Como o próprio nome sugere - "pape" é francês para "Papa" - parte da história papal que aconteceu na França incluiu o Chateauneuf-du-Pape. Como você deve saber, Avignon foi a casa do papado, mas quando se tratava de vinho, a cidade não foi tão abençoada. Papas tiveram que procurar outro lugar para a sua bebida favorita, e encontraram a área hoje conhecida como Chateauneuf-du-Pape - nomeada como tal por causa do, até então, novo castelo (Chateauneuf), construído pelo Papa João XXII.

É a partir deste castelo que se tem vistas deslumbrantes sobre as vinhas e as aldeias vizinhas. Também digna de nota é a muito bem preservada arquitetura medieval da cidade, a maioria, é hoje lar de várias lojas e salas de degustação de vinho.

Leia mais

Avinhão: outras atrações

Orange

Orange

star-4.5
188
7 excursões e atividades
Orange é uma cidade na região da Provença da França com uma economia essencialmente agrícola. A famosa cidade ficou conhecida porque os romanos deixaram a sua marca lá; Orange é frequentemente citada como lar da arquitetura romana atualmente mais impressionante da Europa.

O teatro romano e o Arco do Triunfo da cidade, e os arredores de Orange, foram classificados como Patrimônio Mundial pela UNESCO em 1981. Além disso, o museu da cidade detém o maior mapa de mármore romano já descoberto. As belas ruas de paralelepípedo, praças e fontes fazem de Orange um lugar encantador para se visitar.

Saiba mais
Lavender Museum (Musee de la Lavande)

Museu da Lavanda

star-4.5
109
7 excursões e atividades
O Musée de la Lavande em Coustellet fica na fazenda onde esta planta perfumada e brilhantemente colorida é cultivada, colhida e processada em todos os tipos de produtos. Mas longe de ser simplesmente uma fábrica ou um museu, é uma empresa familiar que já passou por cinco gerações, e o orgulho que eles têm do seu trabalho fica imediatamente aparente para os visitantes.

Parte do museu, uma grande coleção de máquinas vintage de destilação e outros instrumentos utilizados desde o século XVII; este era o hobby de um dos filhos de Lincelé. Também tem um filme sobre o processo de destilação e visitas guiadas. É uma experiência maravilhosa e uma perspectiva em profundidade sobre como a lavanda é usada e, ainda melhor, fica aberto mesmo quando os campos não estão em floração!

Saiba mais
Rhone Valley Region

Região do Vale do Rhône

star-4.5
78
6 excursões e atividades
As terras de ambos os lados do Rio Rhône na Provença ocidental têm alguns dos terrenos mais férteis da França, dando origem ao prestígio dos mais de mil vinhedos da Região do Vale do Rhône. Se você está visitando a França e quiser explorar uma região vinícola que também tenha muita história e belas aldeias para conhecer, venha direto para o Vale do Rhône.

Como a longa região corre de norte a sul ao longo do curso do rio, há duas sub-regiões distintas. A parte norte é bastante afetada pelo Maciço Central, com um solo mais resistente e maiores variações de temperatura de acordo com a época. A sub-região sul, por outro lado, geralmente tem um clima mais ameno, mas oscilações diárias de temperatura são caracteríticas daqui; e seu solo de cascalho ajuda a reter o calor do dia para proteger as vinhas durante a noite.

Saiba mais
Montmajour Abbey (Abbaye de Montmajour)

Abadia de Montmajour

3 excursões e atividades
A abadia mais antiga de Provença foi fundada no século 10 por monges beneditinos e construída no que então era uma ilha pantanosa em meio ao rio Rhône, no nordeste da cidade classificada pela UNESCO, Arles.

Os monges de Montmajour gozaram de vários séculos de riqueza, com a abadia prosperando graças aos peregrinos que visitavam para ver um fragmento da Verdadeira Cruz exibido na Capela da Santa Cruz. Até o final do século 14, a peste e a Guerra dos Cem Anos afetaram o mosteiro; uma torre de vigia e muralhas foram adicionadas, mas não ajudou muito. Em 1639, seus anos dourados foram brevemente revividos com a chegada de novos monges, mas a Revolução Francesa, na década de 1790, fez com que Montmajour fosse abandonada.

Saiba mais
Les Saintes Maries de la Mer

Les Saintes Maries de la Mer

3 excursões e atividades
Cercada por praias douradas onde o rio Ródano encontra o Mar Mediterrâneo fica a cidade caiada de Saintes Maries de la Mer. Como a capital da região de Camarga, no sul da França, Saintes-Maries é um destino popular no verão, e ficou famosa pela imponente Igreja de Saintes Maries de la Mer. Construída tanto como fortaleza quanto refúgio entre o século IX e XII, a sua grande torre românica pode ser vista a quilômetros de distância.

Um refúgio literário e artístico do século XX amado por ícones como Hemingway e Picasso, Saintes-Maries já recebeu desde romanos a Vikings e Van Gogh a Bob Dylan. Hoje em dia, as suas ruas estreitas e sinuosas e animados restaurantes franceses ficam lotados durante o verão.

Saiba mais
Eglise Notre-Dame des Sablons

Eglise Notre-Dame des Sablons

Uma excursão ou atividade
Aigues-Mortes fica a cerca de uma hora ao sul de Avinhão, no coração da pantanosa região de Camarga, uma cidade murada encantadora que foi fortificada no século XIII pelo Rei Luís IX; e agora fica no Canal de Rhône-Sète, embora nos tempos medievais tenha sido um porto estratégico no delta do Ródano. A igreja gótica de pedra de Nossa Senhora do Sablon fica em um labirinto de ruas de paralelepípedos, construída nos primeiros anos do século XIII, e foi daqui que Luís IX partiu em sua cruzada para a Terra Santa em 1248.

A Notre-Dame-des-Sablons tem uma história turbulenta; começando como uma igreja católica, foi saqueada pelos protestantes em 1575 e depois, em 1634, a sua torre sineira desmoronou, tornando a estrutura inutilizável por quase um século. Foi renovada entre 1738 e 1744, e durante a Revolução Francesa, na década de 1790, foi utilizada como quartel e depôsito de sal.

Saiba mais
Aigues-Mortes

Aigues-Mortes

Uma excursão ou atividade
Na região de Petite Camargue, no sul da França, a melhor maneira de ver a cidade medieval de Aigues-Mortes é de suas muralhas medievais. Em um passeio pelas muralhas da cidade, você pode ver através da cidade antiga, uma vez repleta de cavaleiros durante o reinado de Luís IX, no século 12. Ele ordenou as muralhas para que seu reino francês pudesse ter uma marina no mediterrâneo, oferecendo a passagem para o Oriente Médio.

Não deixe de conferir a famosa Torre de Constance enquanto estiver na cidade. Construída sob as ordens de Louis em 1242, é a mais impressionante das 20 imponentes torres espalhadas pelos muros da cidade.

Já no nível da rua, um passeio ao longo das animadas ruas medievais de Aigues-Mortes é um passatempo popular. Enquanto estiver aqui, vá ao Fougasse com seus pãezinhos que podem ser salgados ou doces com açúcar e flor de laranjeira. Caminhando 15 minutos a partir da cidade, você vai chegar nas salinas locais e seus lagos de sal rosa.

Saiba mais

icon_solid_phone
Reserve online ou por telefone
+55 (21) 3956-1660
+55 (21) 3956-1660